Como fazer seus filhos a ficarem ricos no futuro?

8:25 PM


Qual pai ou mãe não quer o que há de melhor para os seus filhos? Pergunta com resposta quase obvia não é mesmo? Pais que almejam uma vida digna e bem sucedida para os seus filhos, não vão forcar seus filhos a estudarem da manhã até a noite não largando os livros ainda sim nos fim de semana. Pelo contrário, desde criança é muito mais importante incutir em uma criança hábitos e atitudes financeiras e de vida corretos.
Tomar algumas simples atitudes com seus pequenos e até mesmo já crescidinhos podem fazer uma grande diferença na vida deles no futuro por isso que neste post vão algumas dicas de como tornar os seus filhos potencialmente bem sucedidos para um futuro próximo.

1 – Ensine a responsabilidade
Faça do seu filho uma criança responsável. Em vez de repreender o pequeno por cada erro dele, corrija a situação. Se a criança quebrar um prato ou sujar o chão de tinta dei-lhe uma vassoura ou um pano.  Dessa forma você pode explicar de forma mais inteligível o porquê ele deve ser mais cuidadoso com as coisas. Em seguida ensine a responsabilidade para a criança. Pois a capacidade de assumir a sua responsabilidade, é o componente chave para o sucesso.


2 – Ensine seu filho a economizar dinheiro 
Poupe, poupe, poupe! Assim como os adultos já crescidinhos economizam o seu suado dinheiro para seus inúmeros desejos como  fazer uma viagem ou comprar o carro dos sonhos, a criança também precisa aprender a economizar dinheiro para suas necessidades. [Você pode definir com ele frascos especiais onde cada um deles equivalem a um desejo tipo a compra de um brinquedo caro ou uma vídeo game novo.] Quando você realiza uma atitude como essa, você ensina seu filho a gastar dinheiro conscientemente sem gastá-los a curto prazo com doces ou...


3 – Envolva a criança em questões financeiras
É natural que a criança não ajude na compra de um imóvel ou no reembolso do empréstimo. Converse com ele sobre pequenas despesas como listas de compras. Discuta com ele o preço da compra sua necessidade e alternativas acessíveis. Também é extremamente importante que a criança esteja inserida nos projetos e no planejamento orçamental familiar até por que ele conhece a renda e o dinheiro gasto. Feito isso, você revela para ele que o dinheiro da família não dá em árvore e muito menos é infinito.

4 Cuidado com as palavras
Talvez em alguma vez e em algum momento você já deve ter notado de perto alguns pais exagerar na atribuição de características negativas dos seus filhos, "você é muito preguiçoso" "você é lerdo" "você é inútil" o pior de todos "não sei para você veio". É de admirar que tais "elogios" tornem qualquer uma criança insegura e desmotivada.
Outro ponto também analisado é o tomado pelo "sem dinheiro" “você não pode ganhar com trabalho honesto”, “todos os ricos são ladrões”, entre outros. Se um dia a criança almejar ser rica no futuro todas as esperanças dela serão minadas por estes comentários.
Ao contrário disso, elogie a criança e concentre-se em suas qualidades e talentos positivos. Fale sobre pessoas de sucesso e seu modo de vida. Motivar a criança mostrando-lhe que ele pode alcançar seus objetivos, é uma atitude bastante positiva.

5 Saiba como elogiar a criança
Não só elogie a criança por suas conquistas, busque elogiá-lo também por todos seus esforços. Por exemplo, ao invés de elogiar o resultado do seu desempenho, elogie a sua difícil preparação para tal feito. Louve não por ganhar a competição, mas pelos numerosos treinos feitos por ele.
Dessa forma, você ajuda a criança a entender que o trabalho e os esforços em si, são dignos de respeito. E esta é uma contribuição valiosa para o futuro, porque na vida muitas vezes há situações em que você precisa trabalhar duro e por um longo tempo sem qualquer resultado visível.

6 Deixe a criança ser independente
Se uma criança for indevidamente protegida, a mesma pode crescer insegura porque na vida qualquer desafio imposto a ela, fará ela entender que precisa de ajuda para enfrentar tais situações em vez de lutar em busca da vitória. Se você for um pai tipo muito protetor (não tirando os méritos da proteção paternal), você priva o seu filho do incentivo de experimentar coisas novas e tentar alcançar mais, sem recuar nos primeiros tropeços.
Muitas vezes os pais subestimam a capacidade dos seus filhos de agir de forma independente. Lembre-se apenas de uma regra: nunca faça para uma criança o que ela mesma pode fazer por ela.

ADME

Nenhum comentário:

Comentar...

Tecnologia do Blogger.